quinta-feira, 4 de junho de 2009

sem mais

Enquanto isso estou cá...
confinada nos meus próprios pensamentos
solitária na visita ao porão do inconsciente (coletivo?)
perdida no vazio das lembranças
confusa pelos gritos do silêncio
aprisionada pela esperança por dias de sol!

"Eu só eu
No meu vazio
Se não morreu
Nem existiu"

4 comentários:

Patrícia disse...

"... Só eu só no meu paviu.
Futuro pó que me pariu..." Amo essa música!!!

As vezes é necessário passar por momentos assim para tomada de novas decisões, novos rumos, ou novas constatações...

ju lins disse...

quer um abraço?

Eugênio C. Brito disse...

Eta coisa boa esse momento de reflexão.Acho que essa seja,talvez, a única maneira de egocentrismo que não magoa os outros.Não se encontra quem nunca se perdeu...

Laís Andrade Melo disse...

Mas tenho medo de estacionar nesse momento, pois meu maior desejo é colher os frutos dele.