segunda-feira, 15 de junho de 2009

ele é!

É ele quem invade o meu silêncio
que sorrateiramente se esconde na minha intimidade
É ele, só ele, quem me desmonta e remonta
e misteriosamente toma conta do que fui, do que sou
É ele quem me envolve na dança ritmada
dos compassos de uma canção jamais tocada.

2 comentários:

Eugênio C. Brito disse...

Bom seria que a beleza dos sentimentos fossem sempre tão bem expressados por todos nós.

ju lins disse...

nossa!!