sábado, 8 de fevereiro de 2014

Transbordo



Tem dias em que o sorriso traduz sentimentos inacessíveis. Então sorrio. Cócegas da vida. Gargalhada do coração. Vem de dentro pra fora. E explode no vento. Sorriso e braços abertos para o tão esperado novo tempo.

Tem dias em que inicia a primavera da alma. Então floreio. Colheita dos dias. Depois do deserto, o oásis. Momentos de deserto são férteis. Ocupar-se deles com sabedoria. E receber o oásis. Com gratidão.

Tem dias em que o amor vira poesia. Então poetizo. Para colorir nossos sorrisos. E enfeitar o caminho. Arado por nós. Labuta resiliente. Colheita consequente. 

Tem dias em que não caibo em mim. Então transbordo. Em ti.

Um comentário:

Jakeline diniz disse...

Muito lindo camilla, traduz o novo tempo que há em ti...xeros